quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Sentir

Sentir, sentir, por mim, por você,  por quem está longe, por quem está perto, por quem se foi e deixa uma ausência que não se preenche. Uma marca, uma cicatriz,  que fica num looping do tempo vivido, a cada piscada de lembrança,  como um membro fatasma de um  amputado, não está mais lá,  mas está.

Sérgio Pereira,
Recife, 13 de agosto de 2014, 23:24

Nenhum comentário:

Postar um comentário