Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2010

Brincando de sonho

Imagem
Nesse momento tudo que quero é o tangível, algo concreto e possível, que venha por bem e para o bem, quero um horizonte de possíveis certezas, quero o alento de um toque singelo, quero conter e ser contido.                  Neste momento eu quero você que não sei quem é nem onde está! Sim é verdade, eu quero algo perfeito que nem na minha imaginação está acabado, mas o quero concreto, de carne, osso e sangue e pra perfeição, terá defeitos e manias, porém, tudo com respeito.                 Nesse momento, uma mão um alento, conversa de travesseiro, risada, carinho, tudo num cantinho, que deve ser meu, seu, nosso. Deve ser a febre, um surto ou apenas um brincar de sonho. Sérgio Pereira.  Caruaru, 30 de setembro de 2010, 23:28

Te amar não foi a coisa certa a fazer?

Imagem
Te amar não foi a coisa a certa? Entreguei uma vida por você, sonhos, desejos, a aspiração de futuro. Quantas promessas feitas, quantos discurso s inúteis, olho para trás e vejo que jamais sentirei o que senti, jamais viverei algo parecido com o que tive. Não sei voltar, não acho possível, não consigo, não e de mim.                 Juntos, éramos perfeitos, me sentia pleno, mesmo nas minhas falhas, um complemento harmônico do que sonhei pleno, mas algo aconteceu conosco, algo que não sei explicar, você sabe, você me fez chorar e sei que fiz o mesmo com você, feridas se abriram, conseguimos sarar, com tudo, as marcas ficaram. Ao longo dos anos alguns fatos foram recorrentes e novas marcas se estabeleceram.  – Como dói ter esta certeza!                 Certeza esta que me faz questionar se não poderia tudo ter sido diferente, mas não foi não há mais nada a fazer, o tempo passou não tenho como voltar. – Quem se importa? – Será que você se importaria?                 Tantas p…

A nova família

O sangue que corre nas minhas veias, um símbolo dos laços que unem e ligam uma família, aprendi que devo: amar e proteger o sangue do meu sangue. Fui tão bombardeado deste tipo de educação, acreditei nela por tanto tempo que mesmo já conseguindo questionar, ainda não me sinto livre de todo, se é que exista uma liberdade para.                 A idéia de família mudou muito em mim ao longo da minha curta vida, já tive momentos radicais que beiravam a negação e outros que desejavam uma sustentação dela por ela. Como tudo que vai aos extremos, penso que cheguei ao equilíbrio ou em algo próximo do que poderia sê-lo, mas, uma coisa que definitivamente morreu na minha concepção foi à questão sangue, não consigo encontrar sentindo na união pelo sangue, não nego que ela exista, mas o sangue pelo sangue não passa de fluido vital.                 Agarro-me agora ao que consigo crer como laço real, o afetivo, não consigo perceber que como o sangue seja inquebrável e eterno (mera ilu…

A estrada

Imagem

Impressões "Duas Cantigas"

Imagem

O mundo moderno e seus males

Imagem

3.4 - 19.09.2010

Imagem

Mário Quintana : A Idade de Ser Feliz

Imagem
Existe somente uma idade para a gente ser feliz,somente uma época na vida de cada pessoa em que é possível sonhar e fazer planos e ter energia bastante para realiza-los a despeito de todas as dificuldades e obstáculos. Uma só idade para a gente se encontrar com a vida e viver apaixonadamente e desfrutar tudo com toda intensidade sem medo nem culpa de sentir prazer. Fases douradas em que a gente pode criar e recriar a vida à nossa própria imagem e semelhança e vestir-se com todas as cores e experimentar todos os sabores e entregar-se a todos os amores sem preconceito nem pudor. Tempo de entusiasmo e coragem em que todo desafio é mais um convite à luta que a gente enfrenta com toda disposição de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO, e quantas vezes for preciso. Essa idade tão fugaz na vida da gente chama-se PRESENTE e tem a duração do instante que passa.